domingo, 25 de julho de 2010

Poema - Escuridão

Na escuridão de meus pensamentos
Encontrei uma luz ofuscada
Que não afastou meus tormentos
Nem pôs fim nessa estada

Meu mundo é pequeno e cinzento
Ora abre-se uma flor colorida
Dissipada por um momento
Deixando uma profunda ferida

E não há luz que torne a acender
À regra de uma ilusão desfocada
O farfalhar da borboleta no anoitecer
Trás a escuridão como um brilho de espada

Meu mundo é uma escuridão

Ass: Marcel Villalobo

3 comentários:

Solaris disse...

Marcel sempre fazendo poemas fodaços!
muito bom! devias escrever um livro já ._.

MF disse...

Como de costume; lindo *-*

r. disse...

tá lindo, corcelzito. ^^