domingo, 13 de dezembro de 2009

Poema 32 - Lembranças daquela tarde

Lembranças de uma tarde
Um dia chuvoso como outro qualquer
Mas nesse dia, o Sol se abriu para mim
E eu pude sentir o seu calor

Mas tudo foi uma ilusão
Por mesquinhez, eu te perdi
E carrego comigo essa dor
De não poder viver esse amor

E essa dor no peito arde
Como um furacão de lembranças
Nem mesmo flores me fizeram esquecer
Aquele momento que vivemos

E vejo teu sorriso em cada lugar
E sinto teu calor em mim
E ainda sinto o teu cheiro
E por você ainda quero lutar

Ass: Marcel Villalobo

Comentário: é apenas um desabafo

3 comentários:

Solaris disse...

T-T
o engraçado que o amor sempre estraga nossos momentos de alegria!
eahoiAEHOIAHEIOEAHEOIAHio

tá muito bom cara, já pensou em fazer uma musica em cima disso? :D

Scarlet εïз Tata disse...

quem foi essa safada que te dispensou preu pegar ela, trancar dentro de uma caixa e jogar no meio do mar???

Isa Cris disse...

Muito profundo x___x