sábado, 23 de agosto de 2008

Poema nº21: Ah se eu pudesse

Ah se eu pudesse calar meu interior
E saltar do abismo sem sentir dor
Ah se eu pudesse esquecer tudo
Não faria da vida um singelo miúdo

Se eu pudesse congelar o tempo
O faria sem constrangimento
Se eu pudesse voltar ao passado
Enterraria meus fantasmas, um a um
Acertaria meus erros
Mudaria tudo o que pudesse mudar
Mas não posso!

O sentimento é uma brasa fria
Carregada de tortura e alegria
Como uma chuva fina em dia de Sol
Com o arco-íris a contemplar
A luz e os cristais

E no pêndulo das emoções
As hortaliças a balançar com vento
Mostram o caminho articulado
Dentre as montanhas sinuosas
Mostram-me que o que aconteceu,
Aconteceu, e não tem volta
E que tudo passa e prossegue

Ah se eu pudesse parar o vento...

Ass: Marcel Villalobo

4 comentários:

Scarlet εïз Tata disse...

EU ADORO SUAS POESIAS...
AH, ESTAREI DE VOLTA ESSA SEMANA. A PROVA É DOMINGO. TO SUPER NERVOSA! KKKKKK... BJUS!

Scarlet εïз Tata disse...

passa no meu blog q eu mencionei vc lá =]

Scarlet εïз Tata disse...

amigos, mudei o endereço do meu blog. agora é www.tatafloyd.blogspot.com
mudem aí nos seus layouts. bjus!

Solaris disse...

el axei legau